sábado, 27 de outubro de 2012

Oficina de desenho sobre o negro é realizada no CECON Arco Íris

Em comemoração ao dia 20 de novembro, Dia Nacional da Consciência Negra, é realizada oficina de desenho com idosos sobre o tema da África e a População Negra no Brasil 
  

Inicio dos trabalhos com a participação dos idosos
Com o tema População Negra no Brasil, no dia 25 último, o presidente da Associação Cultural dos Afro-Descendentes da Baixada Santista (AFROSAN) iniciou os trabalhos para a oficina de desenho sobre a África e a População Negra no Brasil. A oficina faz parte das atividades em comemoração ao dia 20 de Novembro, Dia Nacional da Consciência Negra, desenvolvidas pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Santos. 

O público escolhido para a realização dessa oficina foi os idosos atendidos pelo Centro de Convivência (CECON) Arco Íris, que atende idosos e idosas de várias idades. Esses idosos e idosas participam de diversas atividades desenvolvidas pela Educadora em Saúde, Cremilde Tavares.  

José Ricardo dos Santos (AFROSAN)
Foi um momento mágico essa oficina. Foi muito gratificante ver aquelas pessoas com tanta experiência de vida, todas em silêncio, ouvindo com muita atenção o que o sr. José Ricardo falava. Ao olhar para os rostinhos de cada um deles, tive a sensação de estar em uma sala de aula, com todos os alunos concentrados nos ensinamentos passados pelo mestre. Ora, se pensarmos direitinho, eles é que tinham muito a nos ensinar. 

Um dos momentos mais emocionantes foi quando uma das senhoras, ao ouvir o que estava sendo dito, relembrou da sua história e o quanto a questão do racismos e da discriminação racial interferiu na sua vida. Ela contou que a sua mãe sofreu muito com esse preconceito, que vinha do seu próprio pai. Segundo ela, era uma coisa que não entendi, que só veio entender quando estava mais velha. A fala do José Ricardo trouxe à tona uma série de sentimentos antes guardados, não esquecidos. Foi um momento emocionante. 

Idosas super concentradas e atentas às informações
Após a fala do palestrante e de algumas intervenções por parte dos participantes que fizeram algumas perguntas e questionamentos, falei sobre o livro sobre a mulher negra que estou lançando e expliquei sobre o objetivo do trabalho, que era o de discutir a questão de gênero e raça na nossa sociedade brasileira. Aproveitei a oportunidade para convidar a todas e todos para o evento do dia do lançamento. Todos ficaram muito entusiasmados com a possibilidade de participação nessa atividade de lançamento. 

Em seguida, a assessora técnica da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Santos, Sarah Jane Barbosa, falou sobre a importância do trabalho realizado naquele momento e explicou os objetivos da oficina de desenho. Segundo a assessora técnica, a produção da atividade será utilizada para uma exposição e criação de algum material que que faça alusão à questão racial e a saúde na nossa cidade. 

Momento de por a "mão na massa"
Após a palestra e as falas dos responsáveis pela oficina, foi exibido uma série de imagens que remetem à cultura negra para que os participantes pudessem se inspirar para produzir os desenhos. A professora de desenho, Sandra, montou uma mesa com diversos livros sobre a questão racial e fez uma apresentação destes para os presentes. Em seguida todos forram para as mesas, onde começaram a produção. 

Era incrível ver a alegria estampada no rosto de cada uma daquelas pessoas. mesmo com a idade que tinham, a maioria com mais de 60 anos, pareciam crianças fazendo descobertas sobre as coisas da vida. Pelo que percebi, as crianças de dentro daqueles idosos estavam mais vivas do que nunca. É muito bom poder vivenciar momentos como estes. Foi uma experiência incrível que vou levar pra o resto da minha vida. É realmente uma lição de vida o que esses idosos passam pra gente. Com sua energia contagiante e um humor muito intenso. Eles respiram e transmitem a alegria de viver.

Nenhum comentário:

Postar um comentário